Arquivo da categoria: Anos 70

ROBERTINHO SILVA – SOM IMAGINÁRIO

 

Robertinho Silva é um baterista e percussionista brasileiro, natural do Rio de Janeiro. Autodidata, começou a tocar bateria pequeno e teve influência dos principais bateristas do Samba e Bossa Nova. Seu destaque se deu com o grupo “Som Imaginário”, do qual faziam parte também Wagner Tiso, Luiz Alves, Zé Rodrix e Tavito. E desde o início de sua carreira, no final dos anos 60, até hoje, participa de gravações e concertos com grandes nomes da música nacional e internacional.

 

Continuar lendo

NANA VASCONCELOS – SOM IMAGINÁRIO; MUTANTES

Continuar lendo

Gato Felix – Novos Baianos

Gato Felix – Novos Baianos

ZEZE MOTTA

Tornou-se conhecido nacionalmente a partir de 1973 como integrante do grupo Secos & Molhados. Musicou o poema “Rosa de Hiroshima”, de Vinicius de Moraes, que se tornaria um dos sucessos do primeiro LP do grupo. Com o término do conjunto, em 1974, uniu-se ao letrista Paulo Mendonça e à cantora e atriz Zezé Motta, lançando no ano seguinte, em 1975, o LP “Gérson Conrad e Zezé Motta”, no qual se destacariam “Trem noturno” e “A dança do besouro”.

O LP, lançado originalmente em 1975, marcou a parceria do guitarrista, ex-Secos & Molhados Gerson Conrad com Zezé, estreando sua discografia. O álbum tem levada rock e MPB.

Continuar lendo

LUIS MELODIA

Luiz Carlos dos Santos, carioca, nascido no morro, viveu nas quebradas de São Carlos, por onde só anda quem conhece. Do pai herdou o apelido e um destino: ser compositor, cantor e malandro que no lugar da teoria tem cicatrizes profundas, feitas de vida. Que não admite o samba domado, nem escola estilizada.

Cresceu bebendo a pura música jorrada das fontes perenes que nascem das entranhas do Morro de São Carlos e do bairro do Estácio. Não quis saber de leituras formais nem do trabalho alienante. Preferiu ser desde cedo o que ele alcunhou de “musiquim”, talvez uma mistura de música com botequim. Aproveitou bem o tempo da felicidade musical em que todos os ritmos e todas as tendências eram postas à disposição para o deleite de todos. Ouviu The Beatles, The Sheik, The Foudation, Renato e seus Bleu Caps, Roberto Carlos, Jorge Bem, Noel Rosa, Ismael Silva e a nata dos chorões da época.

Continuar lendo

OS SELVAGENS

Formado originalmente em 1965, pelos irmãos leonardo e mário cario. Logo juntaram-se a eles, hilton ribeiro e edgard borges, e com essa formação “os selvagens” tocavam em todos os bailes do rio de janeiro. No ano de 1969, pela gravadora cbs, com seu selo “epic”, o grupo produzia músicas próprias e algumas versões em diversos discos gravados.

Ainda nessa época “os selvagens” contaram com um apoio de peso dentro da mpb, hyldon e michael sullivan. Com o sucesso “o enviado especial”, a banda se colocou nos primeiros lugares das paradas de sucesso da época. Todo esse sucesso logo levaria a banda a participar dos principais programas de tv da época, entre eles estão os programas do chacrinha, do silvio santos e o almoço com as estrelas.

Continuar lendo

MR. PAUL – BACAMARTE

Banda de rock progresssivo formada em 1974 por Jane Duboc (vocal), Mario Neto (guitarra), Sergio Villarim (teclados), Marcus Moura (flauta e acordeão), Delto Simas (contrabaixo), Marco Veríssimo (bateria) e Mr. Paul (percussão). Em 1977 chegaram a participar do programa Rock Concert, da Rede Globo de Televisão, e chamaram a atenção da gravadora CBS, gravando uma fita que não chegou a sair em disco, mas em compensação foi muito bem divulgada pela Fluminense FM a partir de 1982. O Bacamarte lançou um LP independente (Depois Do Fim, Som Arte, 1983), e se desfez em 1984. O LP foi relançado em CD pela Som Livre em agosto de 2009.